Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Síntese Histórica
Início do conteúdo da página

Síntese Histórica

Acessos: 2995

Síntese Histórica do CMNE - Comando Militar do Nordeste.

Após o regresso das tropas que combateram na II Guerra Mundial, o Exército Brasileiro assumiu nova estrutura administrativa e operacional, passando a ser organizado em quatro Zonas Militares: Norte, Centro, Oeste e Sul, que, por sua vez, subdividiram-se em Regiões Militares.

A Zona Militar do Norte, com sede em Recife e alcançando todos os estados do Nordeste e da Amazônia, englobava as 6ª, 7ª, 8ª e 10ª Regiões Militares de então e teve o seu Comando criado pelo decreto-Lei n° 9.510, de 24 de julho de 1946, origem mais remota do atual Comando Militar do Nordeste (CMNE).

Em 1956, modificada a denominação para IV Exército, a parcela Amazônica foi desmembrada para constituir o Comando Militar da Amazônia.

Em 1979, as instalações do QG do IV Exército foram transferidas da Rua do Príncipe, onde hoje está instalado o Hospital Militar de Área do Recife (HMAR), para o Complexo Militar do Curado. Em 1985, mudou sua denominação para Comando Militar do Nordeste.

Hoje, quatro Grandes Comandos e duas Grandes Unidades subordinam-se ao CMNE: 6ª Região Militar (BA e SE), 7ª Região Militar (AL, PE, PB e RN), 10ª Região Militar (CE e PI), o 1º Grupamento de Engenharia (1º Gpt E), a 7ª Brigada de Infantaria Motorizada (7ª Bda Inf Mtz) e a 10ª Brigada de Infantaria Motorizada (10ª Bda Inf Mtz) com sedes, respectivamente, nas cidades de Salvador, Recife, Fortaleza, João Pessoa, Natal e Recife. O 1º Gpt E dirige e controla as ações dos batalhões de engenharia em todo o Nordeste do país.

Ao lado das atividades-fim, de cunho essencialmente militar, o CMNE realiza inúmeras ações complementares em sua área de jurisdição, todas em apoio à população civil nordestina, caracterizando a Mão Amiga do Exército Brasileiro.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página